Após ameaças feitas por meio das redes sociais, o estudante do curso de engenharia de produção da Universidade Tiradentes (Unit) foi levado a um hospital psiquiátrico onde está sendo acompanhado por familiares, segundo informações passadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). A instituição suspendeu as atividades nesta segunda-feira, 10, com o intuito de garantir a segurança de alunos e colaboradores.

Polícia foi acionada para atender a ocorrência (Foto: Grupo WhatsApp Sergipe Notícias)

O caso está sendo investigado pelo delegado Thiago Leandro Oliveira que iniciou as primeiras diligências sobre o fato. De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), neste momento, o delegado e a sua equipe acompanham o aluno e seus familiares em um hospital psiquiátrico, local para onde o jovem foi encaminhado.

Outras pessoas serão ouvidas ao longo do dia.

Entenda o caso

Um jovem estudante do curso de engenharia de produção da Universidade Tiradentes (Unit) fez ameaças a professores e funcionários da instituição de ensino no Campus da Farolândia. A Polícia Militar está no local. A Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE) confirmou que a polícia foi acionada, mas ainda está apurando a situação.

Ameaça postada no Instagram

Diversos áudios, fotos e informações de alunos e funcionários da instituição de ensino estão circulando nas redes sociais sobre a situação. O Portal Infonet conversou com um funcionário, que preferiu não se identificar, e confirmou a ocorrência. Inclusive, há orientação para que os estudantes não fiquem aglomerados nas áreas do mini-shopping e nem na biblioteca. Também circula a informação de que a família do jovem já foi acionada.

A Universidade Tiradentes informa, através de nota, que devido às mensagens com teor de ameaças, compartilhadas nas redes sociais, a instituição suspende as atividades do dia de hoje, 10, com o intuito de garantir a segurança de alunos e colaboradores. A nota diz ainda que as equipes de segurança estão tomando as devidas providências juntamente com os órgãos públicos competentes para a devida investigação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.