Policia Militar ocupa a 12º colocação no Brasil e a 5ª no Nordeste
Policia Militar ocupa a 12º colocação no Brasil e a 5ª no Nordeste

Mais um ranking nacional negativo para Alagoas. Na semana passada, em um evento que aconteceu no Rio de Janeiro, foi divulgado o Mapa das Armas do Brasil. A iniciativa foi uma parceria entre o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e a Organização Não Governamental Viva Rio. No estudo, quatro regiões alagoanas foram citadas. Entre as vinte ranqueadas, a região de Penedo ficou com a 16ª posição em casos de homicídios.

E nesta semana, o ranking das policias mais corruptas do Brasil, a Briosa alagoana aparece na 12º posição, com 1,58% dos casos de extorsão policial. A pesquisa foi encomendada pelo Ministério da Justiça e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento ao instituto Datafolha. A análise aponta que a PM do Rio de Janeiro é a mais corrupta do Brasil. Dos 8.550 entrevistados no estado, 7,2% (619) afirmaram já ter sido vítimas de extorsão ou tiveram de pagar propina a algum PM.

Acima da média nacional, de 2,6%, ainda estão os estados de Amapá (5,3%), Pará (5,3%), Rio Grande do Norte (5%), Amazonas (4,8%), Alagoas (3,8%), Pernambuco (3,6%), Goiás (3,5%) e Mato Grosso (3,1%). A propina nem sempre está relacionada a dinheiro em espécie. Em novembro do ano passado, um grupo de nove policiais militares foi preso acusado de corrupção e extorsão.

O ranking nacional divulgado pelo Ministério da Justiça, também destaca a visão da população em relação aos agentes públicos. Dos entrevistados, 61,3% acreditam que a extorsão é acobertada com a ajuda do silêncio de outros PMs.

Polícia Civil

O estado destaca principalmente a Polícia Militar. Porém, o Polícia Judiciária também é destaque. O índice de pessoas que se disseram vítimas é menor, 0,8%.

Embora, o estudo considera a Polícia Militar como sendo ostensiva que atua diretamente nas ruas. Neste ponto da pesquisa, o líder é o estado do Pará. Onde 2,7% das pessoas entrevistadas afirmam já ter sido obrigadas a pagar propina a um policial civil.

Acima da média nacional, o ranking pontua o Amazonas (1,2%) e, novamente, o Rio de Janeiro (1,2%), além de Alagoas (1,1%). A Polícia Civil do Rio informa que no ano passado 26 policiais foram expulsos da corporação por envolvimento em corrupção, extorsão, contravenção, entre outros crimes. Neste ano, nove já foram exonerados.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.