noticia_21652Nestes últimos dias uma onda de violência ainda maior do que já existe tomou conta de Alagoas com vários homicídios, assaltos e estupros. A bruxa está solta e a situação começa a ficar fora do controle da força pública, mesmo com a presença da Força Nacional e com o plano de segurança colocado em prática.
Um dos grandes problemas é corrupção dentro do sistema policial, onde as diversas blitz realizadas só servem mesmo para fabricar multas.

Os bandidos passam pelas blitz sem serem perturbados. Não há nada mais ridículo do que as operações realizadas pelos famigerados fiscais do Departamento de Estradas e Rodagens (DER). Essas figuras passam o dia nas rodovias alagoanas aborrecendo aos cidadãos de bem, enquanto os bandidos passam por eles com carros roubados todos os dias.

Os fiscais se escondem por trás de moitas, muros e árvores nos trechos das rodovias onde é proibido ultrapassar. O objetivo é multar e não educar. Muitas vezes não existe sequer sinalização de solo com as faixas bem visíveis, sem falar nos buracos. Uma verdadeira atitude de um governo fraco, mas prove o achaque aos cidadãos de bem de Alagoas aplicando pesadas multas.

Segundo dados das empresas corretoras de seguro em Alagoas são roubados cerca de 30 carros por dia perfazendo um total de 300 veículos por mês. Boa parte deles circulam por Alagoas e passam pelas blitz sem serem percebidos. Um fato incrível: 300 carros são tomados de seus proprietários por mês. A situação é tão grave que o valor do seguro em Alagoas subiu 100%, pois o estado é considerado área de alto risco.

Um exemplo é o seguro Caixa que cobrava ano passado R$ 4 mil pelo seguro de uma SW 4, ano 2007 e em 2013 subiu para R$ 12 mil. Um aumento de mais de 150%. .

Os números da violência em Alagoas não param de crescer por vários fatores e entre eles estão o trafico de drogas que recruta os milhares de jovens desempregados e analfabetos; carência no efetivo de policiais e a corrupção no sistema policial. .

Não é preciso ter uma policia truculenta para diminuir a violência basta investir mais na educação e atrair empreendimentos para gerar emprego e renda e aumentar o número de policiais, limpando também a Instituição dos corruptos. Uma fórmula simples de ser colocada em prática, até porque quem está no comando da Secretaria de Defesa Social tem competência para combater o crime e sabe que cassetete somente não amolece juízo de bandido. É preciso políticas públicas de inclusão social e penas rigorosas para os bandidos.

Fonte: Blog do Mozart

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.