SECACerca de 500 agricultores ligados ao Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Campo (MTC) realizaram na manhã desta quarta-feira, 20, pelo centro de Arapiraca, uma manifestação, denunciando   o  abandono que vêm sofrendo por parte dos gestores nas ações de enfrentamento a seca.
“Os governos nos relegam a último plano. Esquecem eles, que são os agricultores que trabalham para colocar na mesa de cada um deles, a alimentação”, desabafou José Antônio Alves, acrescentando que já vive da agricultura há mais de 40 anos.   “Estou com este pote na cabeça, para protestar contra a falta de humanidade dos gestores públicos, que não se preocupam com a sede que estamos enfrentando”, afirmou outro agricultor.
O objetivo foi cobrar das autoridades competentes ações efetivas para minimizar os efeitos causados pela estiagem prolongada que afeta o agreste e o sertão alagoano.    A concentração teve início às 8h00 da manhã, tendo como local à Paróquia Santo Antônio, no bairro Cacimbas, em Arapiraca.
Em um recente levantamento, o MTC constatou que aproximadamente 40% dos animais, pertencentes a pequenos agricultores, já morreram de sede e fome. O movimento constatou ainda que os camponeses não têm como alimentar a sua família.
“Porque os camponeses deixar de comprar comida para sua família para comprar água para o consumo humano e dos animais”, relatou a coordenação do movimento por meio de uma nota entregue a sociedade.
“Vamos às ruas de Arapiraca para cobrar das autoridades a erradicação da pobreza no campo”, enfatizou o MTC, ainda por meio da nota. Os trabalhadores rurais exigem uma audiência com o governo do Estado, presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) e superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
Serão discutidos, com as autoridades, assuntos ligados à agricultura, educação, saúde, comunicação e o acesso à água.
POR: 96FM ARAPIRACA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.