Policiais Militares de todo o Brasil, na Bahia representados pela Associação dos Praças e PMs do Estado da Bahia (Aspra), ocuparam, na tarde desta terça-feira (20), o salão verde da Câmara dos Deputados, em Brasília. O objetivo da mobilização é chamar a atenção da sociedade para a necessidade de imediata aprovação das PEC 102, que prevê a desmilitarização dos PMs de todo o Brasil, e da PEC 300, propondo a equiparação dos vencimentos das Policias Militares e dos Bombeiros de todas as unidades da Federação aos praticados hoje pelo Distrito Federal.

A ocupação que começou com uma marcha em favor das PECs é resultado da luta de entidades de classe de todo o país. “É muita emoção testemunhar o povo ocupando a sua casa, a Câmara, durante uma linda mobilização pacífica. Nossa luta é por uma polícia desmilitarizada, por uma polícia humanizada não regida por um Código Penal Militar, resquício da ditadura de 1964 e uma carreira única”, afirmou o vereador soldado Prisco.
O deputado federal Henrique Eduardo Alves recebeu, na tarde desta terça, uma comissão formada por representantes dos PMs de todo o Brasil, entre eles o vereador soldado Prisco. Na reunião, o deputado se comprometeu a instalar, nesta quarta-feira (21), às 11h, uma comissão formada por deputados para tratar das PECs.
A primeira missão da comissão é reunir-se com governadores de todo o país para discutir a viabilização econômica de implementação das PECs. O deputado ainda se comprometeu a, depois da discussão com o executivo, voltar a reunir-se com o grupo de PMs, no dia 16 de setembro, quando anunciará a possibilidade de votação das Emendas Constitucionais para os dias 17 e 18 de setembro.
Os militares permanecem na Câmara carregando faixas e realizando apitaço até às 17 horas, quando decidem se continuam na casa legislativa até amanhã, às 11 horas, quando deve ser instalada a comissão formada por deputados federais. “Essa luta não é só dos PMs mas de todo cidadão brasileiro. Por uma segurança pública melhor, mais eficiente mais humanizada. Arrepiado em pisar aqui neste salão enquanto cidadão que luta por direitos”, analisou o soldado Prisco.
A ocupação que começou com uma marcha em favor das PECs, hoje, é resultado da luta de entidades de classe de todo o país. “É muita emoção testemunhar o povo ocupando a sua casa, a Câmara, durante uma linda mobilização pacífica. Nossa luta é por uma polícia desmilitarizada, por uma polícia humanizada não regida por um Código Penal Militar, resquício da ditadura de 1964 e uma carreira única”, afirmou o vereador soldado Prisco.
HS 24 horas -De olho na notícia / com Bocão news

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.