quadrilhaA polícia prendeu na localidade de Cidade de Plástico no Subúrbio Ferroviário, neste final de semana Fábio Conceição Brito, o “Cebola”, e mais cinco integrantes de uma quadrilha que liderada pelo mesmo. Eles são acusados de uma chacina na Valéria em março deste ano. Segundo a Polícia Civil, Cebola confessou a autoria de 18 homicídios em Salvador e Região Metropolitana. Apresentação da quadrilha aconteceu nesta segunda-feira (8).

Além de Cebola, foram presos Jocimara Santos de Matos, Ailton Pereira do Couto, Adenilton Nascimento da Silva, Sandro Dias dos Santos e Lucas Costa Souza Santos. Todos tinham mandados de prisão temporária em aberto e estavam foragidos.

im

Com a quadrilha, a polícia apreendeu cerca de 7kg de drogas, entre pasta base de cocaína, crack e maconha, cinco revólveres calibre 38, duas pistolas ponto 40, munições, balanças, um colete a prova de balas, R$ 2,1 mil, anotações de movimentação de venda de drogas, oito celulares, três carros e uma moto roubada.

im

Preso, Cebola assumiu de maneira fria os crimes. “Ele relatou todos os detalhes dos 18 homicídios cometidos e a forma como executava as vítimas, inclusive utilizando de meios cruéis, como a decapitação”, disse o delegado Odair Carneiro, da Delegacia de Homicídios Múltiplos.

Chacina

As cinco vítimas, Tiago Batista dos Santos, 19 anos, Neilton da Silva Santos, 29, Larissa Santos Oliveira, 17, Jessica Maísa dos  Santos Figueiredo, 19 e Joseli Nascimento dos Santos, 16 anos,  eram do município de Mata de São João e disputavam o domínio do tráfico de drogas da Cidade de Plástico, onde foram mortos. Os corpos foram abandonados pela quadrilha, a cinco quilõmetros do clocal da execução, na lagoa da Paixão, em Valéria.

Fotos: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.