Foto: Cortesia
Foto: Cortesia

Uma ação policial prendeu membros de uma quadrilha, na manhã desta sexta-feira (21), nas cidades de Anadia, Palmeira dos Índios, Igaci e Arapiraca. Os detidos são acusados de participar de diversos assaltos a casa de empresários da região.A investigação que levou à prisão foi realizada pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público Estadual.

O Gecoc soube que a quadrilha iria agir hoje, em Anadia. Ao interceptá-los, a polícia civil trocou tiros com os criminosos. Os promotores Alfredo Gaspar Mendonça e Luiz Tenório acompanharam o tiroteio.

O primeiro a ser preso foi um adolescente de 17 anos. Ele foi baleado na troca de tiros, mas acabou sendo levado a um hospital em Palmeira dos Índios pelos próprios comparsas. Ao ser notificado sobre a entrada de uma pessoa ferida por bala, uma equipe do 10º Batalhão de Polícia Militar foi à unidade de saúde e o apreendeu.

Os criminosos usaram um Gol de cor vermelha na fuga e um Corsa Classic de cor prata que foi abandonado no povoado Santo Antônio, entre Palmeira dos Índios e Igací.

Um acusado escondeu-se na casa de um morador de Anadia, entretanto, foi localizado e preso em flagrante. Ele portava um revólver calibre 38. O segundo ocupante do mesmo carro ainda não foi localizado. Após abandonar o automóvel, a dupla deixou dentro dele um fuzil 762 de uso restrito das Forças Armadas.

Já no Corsa estavam quatro homens. Um foi detido em Palmeira dos Índios e, outros dois, em Igaci. Após a fuga, eles voltaram para suas casas e, foi no interior desses imóveis, que todos foram encontrados. Cada um portava um revólver 38. Em Igaci, ainda foi localizada uma moto roubada. O quarto suspeito está sendo procurado.

Os acusados, assim como os carros – que não têm queixa de furto ou roubo -, a moto e o armamento apreendidos foram encaminhados para a delegacia regional de Arapiraca.

“A operação continua porque estamos tentando localizar os outros dois integrantes da quadrilha. Esse bando já tem passagem pela polícia e é responsável por dezenas de assaltos nas regiões do Agreste e Zona da Mata. Precisamos prendê-lo para evitar que continue aterrorizando gente de bem e trabalhadora”, informou Alfredo Gaspar de Mendonça.

A ação contou ainda com a participação do delegado regional de Arapiraca, Mário Jorge Barros e com PMs da 1ª Companhia Independente de São Miguel dos Campos e dos 3° e 10° Batalhões, sediados em Arapiraca e Palmeira dos Índios, respectivamente.

Galeria de fotos:

Fonte: 7Segundos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.