Grupo é acusado de assaltos e homicídios
Grupo é acusado de assaltos e homicídios

A Polícia Civil de Alagoas concedeu, nesta quinta-feira (1º), uma entrevista coletiva para divulgar detalhes da operação Escama 3, que resultou na prisão de 10 pessoas e desarticulou uma quadrilha acusada em assaltos, homicídios e tráfico de drogas em Arapiraca e Piaçabuçu, coordenada pela diretora da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), Ana Luiza Nogueira e pelo Diretor de Polícia Judiciária da Área 2 (DPJA 2), delegado Nilson Alcântara.

Na operação, realizada nos bairros Brasília, Canafístula e Valentim, em Arapiraca e no Pontal do Peba, foram presos: Josenildo dos Santos, de 35 anos, conhecido como “Berg”, atuava em Arapiraca, e Fernando Antônio dos Santos, de 38 anos, conhecido como “Negão”, que comandava o tráfico em Piaçabuçu. Tiago dos Santos, de 30 anos, Genildo Barros da Silva, de 25 anos, Herveny Caroline (22), Itálo André Neves, de 22 anos.

Como também foram autuados em flagrante os detentos: Fernando Donato Oliveira, de 38 anos, “Grandão” e Alex Sandro da Silva, de 35 anos, conhecido como “Vereador”, presos no inicio do ano, durante a operação Escama 2. Eles lideravam a quadrilha de dentro do Presídio Baldomero Cavalcante.

De acordo com a diretora da Deic, a investigação constatou que mesmo presos, os detentos continuavam a comandar uma quadrilha de tráficos drogas com registro de pelo menos dois homicídios em Arapiraca.

Na operação foram ainda apreendidos dois adolescentes, de 15 e 16 anos e cocaína, maconha, crack, duas pistolas, uma espingarda calibre 12, dois revolveres, munição, bijuterias, joias, dinheiro em real, dólar e peso (moeda argentina), diversos aparelhos celular, balanças de precisão e eletroeletrônicos.

Os policiais da Deic e do Tático de Resgate Especial (Tigre) cumpriram 12 mandados de prisão e busca e apreensão, expedidos pela 17ª Vara Criminal. Durante a coletiva, o delegado Robervaldo Davino, Diretor de Polícia Judiciária da Área 1 (DPJA 1) esteve presente.
Fotos:


Fonte: Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.