Minutos após a inauguração da iluminação da Rodovia AL-220 em Arapiraca, centenas de pessoas participaram de um protesto por conta dos vários acidentes registrados na Avenida José Alexandre dos Santos. Os manifestantes fecharam a rodovia, ao lado de uma fábrica de doces, onde uma funcionária foi atropelada na noite da última quarta-feira (26).

Moradores cobram instalação de redutores de velocidade

O protesto foi organizado por moradores dos bairros Planalto e Arnon de Melo e foram usados galhos de árvores e pneus que foram queimados nas duas faixas da Rodovia. Motoristas foram obrigados a retornar pela contramão e tentar fazer o desvio por ruas dos bairros Arnon de Melo e Santa Esmeralda.
Funcionários da fábrica de doces foram liberados mais cedo e também participaram da manifestação com cartazes e faixas em homenagem aos dois funcionários da empresa que perderam suas vidas ao tentarem atravessar a Avenida.

“Como é que inauguram uma Rodovia como essa sem iluminação e sem uma passarela? Nós somos seres humanos e já perdemos dois amigos que foram atropelados e os responsáveis pela pista não fazem nada”, criticou uma funcionária.

Segundo a direção da empresa, quatro funcionários já foram vítimas de acidentes desde que a duplicação foi inaugurada, no final do ano passado. Duas faleceram: Manoel Bernardo dos Santos, no dia 26 de abril, e Cicera Maria de Souza, atropelada nesta quarta (26).

Durante o protesto a Polícia Militar e o Corpo de bombeiros foram acionados, mas os populares não permitiram que os militares se aproximassem. Em todo momento eles jogaram bombas de festejos juninos e gritavam pedindo a presença de autoridades no local. Mais cedo foi colocada uma cruz no canteiro da Rodovia com os nomes dos funcionários falecidos. A bicicleta usada por uma das vítimas foi amarrada à cruz.

Os manifestantes querem que sejam instaladas lombadas eletrônicas, passarelas e câmeras para multar os motoristas que trafegam em alta velocidade no trecho onde a velocidade máxima permitida é de 60 km/hora.

Até o fechamento desta matéria, a Rodovia ainda estava bloqueada e o congestionamento no local era intenso. Os manifestantes estavam liberando apenas a passagem de ambulâncias, mesmo assim o acesso era difícil.

Fotos

[nggallery id=44]

Fotos 7Segundos

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.