Foto: Divulgação/Polícia Civil/DP de Goianésia
Foto: Divulgação/Polícia Civil/DP de Goianésia

Policiais civis lotados na DP de Goianésia, sob a coordenação do delegado de Polícia, Marco Antônio Maia Júnior – titular da Delegacia de Polícia Civil local e GENARC –, efetuaram na manhã da última sexta-feira, dia 29, a prisão do foragido da Justiça, Enivaldo Rodrigues da Silva, conhecido vulgarmente como “Gordo Manco”, de 36 anos. Havia contra o mesmo um mandado de prisão expedido pela Justiça local, pois ele é  acusado de ter praticado vários crimes, tais como: estupro, atentado violento ao pudor e lesão corporal.

Ataque e mutilação

Na madrugada do dia 03 de janeiro do ano de 2009, por volta de 01h da madrugada, Gordo Manco, abordou uma dona de casa, de 39 anos – a época dos fatos –, quando esta retornava para casa após o trabalho. O crime ocorreu nas proximidades da residência da vítima, localizada no Jardim Esperança, região Sul de Goianésia.

Ao ser atacada pelo maníaco, a vítima – sob ameaça constante – foi obrigada a retirar suas vestes, sendo covardemente violentada sexualmente pelo criminoso. Durante o bárbaro ato, a vítima foi agredida com murros, chutes, sendo forçada ainda, a praticar sexo oral. O maníaco, demonstrando agressividade demoníaca, introduziu a mão dentro da vagina da vítima e arrancou o útero da mesma. Após consumar o crime, o maníaco fugiu, deixando a vítima, toda ensanguentada e mutilada, caída ao solo.

Socorrida pela equipe do SAMU, a vítima foi conduzida ao Hospital Municipal, mas devido a gravidade dos ferimentos, a mesma foi encaminhada ao Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO), onde foi submetida à  uma delicada cirurgia de reconstrução vaginal e anal. De acordo com informações da própria vítima, sua vida nunca mais foi a mesma, sendo que até hoje a mesma sofre com os traumas físicos, biológicos e psicológicos causados pela barbárie praticada por Gordo Manco.

Prisão

Após cometer este bárbaro crime – que abalou emocionalmente a população local – Gordo Mancopermaneceu foragido por aproximadamente quatro anos, tendo passado por diversas cidades, inclusive no Estado do Tocantins, porém acabou sendo localizado e preso pelos policiais civis, na última sexta-feira (29), escondido em uma propriedade rural do município de Goianésia.

Na delegacia, Gordo Manco – que é suspeito de cometer outros estupros na cidade – alegou quemutilou a vítimapois estava nervoso, desta forma, confessou ser ele o autor deste bárbaro crime de estupro. Ele negou ser autor de outros crimes, os quais aparece como suspeito nas investigações policiais.

 

Outros crimes
Com a prisão de Enivaldo, a Polícia espera que outras vítimas possam comparecer na Delegacia para fazer o reconhecimento do mesmo, pois ele é investigado como possível autor de outros crimes de estupros ocorridos nos últimos cinco anos no município de Goianésia e região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.