Sete pessoas foram detidas e autuadas em flagrante, depois de uma perseguição e reação de integrantes do grupo criminoso,
Sete pessoas foram detidas e autuadas em flagrante, depois de uma perseguição e reação de integrantes do grupo criminoso,

O delegado Jobson Cabral, da cidade de Marechal Deodoro, revelou detalhes nesta quinta-feira (26) sobre a prisão de uma quadrilha envolvida em tráfico de drogas, assaltos e, pelo menos, em um assassinato: o do empresário e atleta Nikael Nicolas Marinho Tenório, 24 anos, que foi atingido por um tiro na cabeça, quando saía de uma casa de shows no bairro Stella Maris, no dia 31 de agosto passado.

Sete pessoas foram detidas e autuadas em flagrante, depois de uma perseguição e reação de integrantes do grupo criminoso, no cerco feito a uma “boca de fumo”, localizada na Avenida Amazonas, na localidade São Sebastião, antiga Ouricuri, no bairro do Prado.

O delegado revela que na tarde de quarta-feira (25) teve notícia de que um Pálio com quatro homens rumava com destino a Maceió para realizarem assalto.

Policiais do Bope (Batalhão de Operações Policiais) e militares da 5ª Companhia da PM foram acionados e o grupo foi abordado nas imediações da ponte Divaldo Suruagy.

O restante da quadrilha acabou cercado no bairro do Prado onde houve troca de tiros. Um dos criminosos foi morto, sendo identificado como Jonathan Araújo Melo Santos, o “JonJon”.

No tiroteio, Luiz Filipe de Castro Vergetti, o “Filipe”, foi baleado na perna, sendo socorrido no Hospital Geral do Estado (HGE) e depois levado para a delegacia.

Mais seis outros integrantes do grupo criminoso foram presos e autuados em flagrante: Byron Mussick de Almeida Leandro, 22 anos; Josenildo Barbosa da Silva, 21, o “Zeca”; Jhon Ewerton Barbosa de Moura, 26; José Thyago Santos, 21; Jefferson Araújo Melo Santos, 20, conhecido como “Ieie”, e Thiago Henrique dos Santos, de 23 anos.

Na perseguição, o policial do Bope identificado como Silvonei Lopes, de 38 anos, caiu da viatura e feriu o ombro. O militar foi também atendido no HGE.

Com o grupo, além do Palio – de placas KIP 8568, de Recife/PE, a polícia apreendeu três revólveres, maconha, crack e celulares.

A quadrilha é acusada de inúmeros crimes e tinha atuação em Maceió e em cidades do Litoral Sul, especialmente em Marechal Deodoro e Barra de São Miguel.

Entre os crimes, está a morte do empresário Nikael Nicolas Marinho Tenório, morto num assalto no Stella Maris.

Mais recentemente, o grupo assaltou uma casa lotérica localizada na Barra de São Miguel. Além de todo o dinheiro apurado, os ladrões ainda levaram pertences de clientes que esperavam para serem atendidos na fila da lotérica.

A quadrilha também assaltou a academia de musculação Nadart, localizada na praia do Francês, em Marechal Deodoro. Os assaltantes chegaram à academia em um veículo preto e anunciaram o assalto. Em uma ação rápida, eles roubaram um veículo modelo Voyage cor prata, que estava no estacionamento, além de celulares e objetos de clientes e funcionários.

O delegado Jobson Cabral informou que, além da confissão dos acusados em alguns dos crimes, eles também foram reconhecidos pelas suas vítimas.

Os acusados serão levados para a Casa de Custódia da Polícia Civil, onde ficarão à disposição da Justiça.

Fonte: Assessoria/PC-AL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.