11Apesar de não possuir liderança, o movimento que parou as principais ruas do Centro de Arapiraca na tarde da última terça-feira (18), convoca um número maior de pessoas para participar da reunião que acontecerá amanhã (20), às 9h, no Ginásio João Paulo II, com a presença da prefeita Célia Rocha, de representantes do Ministério Público Estadual (MPE) e dos vereadores. Apenas ontem, na Praça Ceci Cunha, de acordo com dados da Polícia Militar, cerca de 1500 manifestantes estiveram reunidos cobrando a redução da tarifa de ônibus.

“Queriam conversar com uma comissão do movimento, mas não aceitamos, já que quem sofre somos todos nós; não é justo que só um ou dois falem, por isso convocamos um número maior de pessoas para comparecer amanhã”, afirmou Kleverton Tenório, 23 anos. “Lembrando que estamos lutando não por R$ 0,20, mas por direitos porque se a tarifa aumenta, uma parte da população que não pode arcar com o valor é excluída”, disse o estudante ao explicar, em seguida, que “estamos lutando contra a comercialização do direito de ir e vir”.

Durante a reunião, os manifestantes vão cobrar a redução do preço da passagem de R$ 1,95 para R$ 1,75. Dentre a lista de solicitações do grupo estão a implantação de linhas noturnas em todos os bairros, licitação do transporte público, representatividade popular no Conselho Municipal de Transporte Terrestre e aceitação de carteira estudantes por todas as empresas.

Protesto

Os manifestantes – que cobram a redução da tarifa de ônibus – realizaram uma manifestação pacífica pelas ruas do Centro de Arapiraca ontem, parando em frente à Câmara de Vereadores, localizada na Avenida Rio Branco. Eles cobram a diminuição do preço, que subiu de R$ 1,75 para R$ 1,95.

Segundo dados da Polícia Militar, a estimativa é que cerca de 1500 pessoas tenham participado do ato. A maioria dos manifestantes era formada por estudantes, que gritaram palavras de ordem e pintaram os rostos, lembrando o movimento dos Caras Pintadas, que culminou no impeachment do presidente Fernando Collor de Mello, há mais de 20 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.