Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foram condenados em São Paulo, em 2010, pelo homicídio da garota
Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foram condenados em São Paulo, em 2010, pelo homicídio da garota

O advogado do pai e da madastra de Isabella Nardoni, morta em 2008 aos 6 anos de idade, afirmou nesta quinta-feira que um laudo pericial feito nos Estados Unidos descarta a hipótese de o casal ter esganado a menina.

De acordo com o criminalista Roberto Podval, as marcas encontradas no pescoço de Isabella não são nem de mão humana. O estudo foi feito a partir dos moldes das mãos de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá com base nas articulações das mãos e dos dedos.

Podval informou que o relatório final será apresentado na íntegra ainda nesta quinta. Ele pretende usar este laudo como prova para solicitar o habeas corpus dos clientes.

Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foram condenados em São Paulo, em 2010, pelo homicídio da garota. O pai, pegou 31 anos, 1 mês e 10 dias de reclusão. A madrasta, 26 anos e 8 meses de reclusão. Isabella Nardoni foi encontrada morta no térreo do edifício do casal em 29 de março de 2008.

HS 24  horas – De olho na notícia / Fonte: SRZD

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.