Marcos Santos afirma que é vítima de uma trama
Marcos Santos afirma que é vítima de uma trama

O juiz Alberto de Almeida, da comarca de Traipu, município do Sertão alagoano, prorrogou, na tarde desta quarta-feira (21), a pedido do Ministério Público Estadual (MP), a prisão do ex-prefeito de Traipu, Marcos Santos, e de outras duas pessoas que são acusados de participar do assassinato do ex-secretário de Turismo do município, José Valter Matos Palmeira, o ‘Valtão’.

Na decisão, que prorroga a prisão temporária por mais 30 dias dos acusados Marcos Santos e Alexsandro Guimarães, o ‘Sandro Careca’, a Justiça considerou a necessidade de novas diligências, e a justificativa de que a liberdade dos acusados pode atrapalhar as investigações conduzidas pela Polícia Civil e pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc).

O réu confesso no caso, Erivan Alves dos Santos, está com prisão preventiva decretada pelo mesmo Juiz, portanto, não há data estabelecida para a sua soltura. O magistrado Alberto de Almeida, marcou para o dia 23 de setembro, às 9h, no Fórum de Traipu, a primeira audiência de instrução relativa à ação penal.

Crime;

O ex-secretário de Turismo do município, José Valter Matos Palmeira, o ‘Valtão’, foi morto com dois tiros na cabeça dentro de seu veículo, após entrar com o carro na garagem de casa. Uma câmera de segurança registrou o momento em que o assassino se escondeu na garagem para esperar a vítima.

De acordo com o secretário da Defesa Social de Alagoas, Dario César, Erivan assumiu, em depoimento, a autoria do crime, e apontou o ex-prefeito Marcos Santos como mandante.

G1 AL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.