Um senhor de 74 anos identificado como Manoel Arnaldo de Jesus foi espancado até a morte na cidade de Divina Pastora no último sábado, 20. O crime, segundo a 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (3ª CIPM), aconteceu por volta das 20h, mas a polícia e o Instituto Médico Legal (IML) só foi acionada na manhã do domingo, 21.

De acordo com o comandante do 3ª CIPM, Major Augusto César, populares informaram que três homens abordaram o idoso e espancaram a vítima com golpes de pauladas. “Um suspeito foi preso com drogas durante diligência, a princípio não por conta do crime, mas depois foi verificada uma ligação do suspeito com a morte do idoso. Ele não confessa participação no crime. Outras duas pessoas estão foragidas, mas a polícia já tem pistas do paradeiro delas”, explica.

A polícia ainda não tem informações da motivação do crime, mas recentemente tentaram roubar gado do idoso e ele teria reagido a ação dos criminosos. “Ainda não podemos relacionar a isso, mas vamos averiguar para saber se esse episódio está relacionado ao crime”, adianta o comandante.

Outras ocorrências

Um homem foi morto por arma de fogo dentro de sua residência no conjunto Senhor dos Passos, na cidade de Indiaroba, leste sergipano. A vítima, identificada como Reginaldo dos Santos, 36 anos, segundo informações da 3ª Companhia do 6º Batalhão da Polícia Militar, era ex-presidiário e tinha sido preso pelo crime de tráfico de drogas.

Ainda de acordo com a Polícia, populares informaram que essa não é a primeira vez que tentam matar Reginaldo. Ainda não há pistas dos autores do homicídio. O crime que será investigado pela Delegacia de Polícia de Indiaroba. O corpo de Reginaldo permanece no IML.

Nas últimas 24 horas outros dois corpos foram registrados no IML. Um dos corpos é o do pedreiro Arnaldo dos Santos Lima, 55 anos, que morreu afogado após cair em um canal no conjunto Bugio, na capital. O outro corpo é de um homem sem identificação vítima de arma de fogo da cidade de Lagarto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.