Foto: Arquivo Pessoal

Dois médicos ficaram feridos após um paciente ter atitudes agressivas dentro da Unidade de Urgência e Emergência, em Araçatuba, São Paulo, no último domingo (16).

O caso aconteceu quando uma médica plantonista foi examinar o ferimento no braço de um paciente, mas ele reagiu empurrando a profissional, fazendo com que ela caísse no chão. Posteriormente, um médico foi tentar ajudar, e recebeu uma mordida, que resultou em parte do rosto arrancada.

De acordo com o hospital, o paciente apresentava sinais de embriaguez. Ainda segundo informações da Santa Casa, o homem passou a correr dentro da unidade, quebrou a porta do banheiro da recepção e agrediu um paciente.

O homem, que não teve a identidade divulgada, foi detido e encaminhado pela Polícia Militar. Ele foi atuado por lesão corporal e dano. De acordo com o boletim de ocorrência, o homem alegou que o médico o teria xingado, e por isso o fez “perder a cabeça”.

Em nota enviada ao G1, a unidade hospitalar informou que o médico agredido passará por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). A administração da Santa Casa de Araçatuba e a direção clínica ressaltaram que estão tomando as providências legais em relação à responsabilização criminal e civil em relação ao caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.