Na madrugada deste domingo (07), por volta das 2 h, um atentado à bala deixou ferido Marciano dos Santos Nunes, 33, e matou Wellington Peixoto Barbosa, conhecido como “Léo Barbosa”, 32. O crime aconteceu em uma estrada vicinal, no Sítio Serrinha, zona rural de Mata Grande.

Segundo informações da 3ª Companhia de Polícia Militar do município, os amigos Marciano e “Léo Barbosa” estavam em uma motocicleta e seguiam para a residência dos pais de um deles quando foram perseguidos por dois homens desconhecidos que estavam em outra moto não identificada e atiraram contra eles.

“Léo Barbosa” foi atingido com quatro disparos, um deles na cabeça e morreu na hora. Já Marciano ficou ferido no ombro e conseguiu escapar dos assassinos. O corpo da vítima fatal foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca. Marciano foi socorrido para a Unidade Mista local e não corre risco de morrer.

O motivo do crime ainda está sendo investigado pelo 28º Distrito Policial do município, mas familiares de “Léo Barbosa” acreditam em vingança já que ele era constantemente ameaçado de morte por pessoas, cujos nomes não foram revelados. Para os parentes, as ameaças começaram depois que ele foi citado como suspeito de ter participado de uma tentativa de homicídio, ocorrida no ano de 2011.

O delegado José Walter Fontes Cunha suspeita que o crime tenha ligação com a morte do irmão da vítima, Manoel Kenidy Peixoto Barbosa, conhecido como “Keno Barbosa”, 42, que foi morto com seis tiros efetuados por dois homens, enquanto conversava na porta da casa de sua irmã, em 2010, na Avenida Ubaldo Malta, no centro da cidade. “Keno” teria matado duas pessoas no município.

“Léo Barbosa” é primo dos irmãos José Teógenes Brandão Barbosa, o “Geno”, 42, e Otaniel Barbosa Bezerra, 28, que foram mortos com vários tiros de pistola 380 quando tentavam estacionar o veículo em que estavam na porta de uma padaria. O crime aconteceu na principal avenida do município de Inhapi.

Conforme a polícia, Otaniel era acusado de ter matado duas pessoas, uma delas em Inhapi e o crime seria vingança. Já “Geno”, que era morador da cidade de Mata Grande, teria sido executado junto com o irmão para não servir de testemunha do crime.

Fonte e fotos: Minuto Sertão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.