Foto: Ítalo Timóteo/Arquivo pessoal

Um feirante foi preso por ter esfaqueado uma cadela no Mercado Público de Delmiro Gouveia, no Sertão de Alagoas, na segunda-feira (23). O animal chegou a receber atendimento veterinário, mas não resistiu. A Polícia Civil informou nesta terça (24) que o homem vai permanecer preso até que seja realizada a Audiência de Custódia.

O suspeito, que vende carne em um box do mercado, foi preso pela Polícia Militar na zona rural do município e levado para a Delegacia de Batalha, responsável pelo plantão. Nesta manhã, ele foi transferido para a Delegacia Regional de Delmiro Gouveia.

“Temos depoimentos de testemunhas de que ele esfaqueou a cadela porque ela pegou um pedaço de carne na banca dele”, disse o delegado Rodrigo Cavalcanti, que registrou a prisão em flagrante.

O cachorro foi resgatado e levado para uma clínica veterinária onde chegou a passar por procedimento cirúrgico, mas faleceu horas depois.

O suspeito aguarda preso a Audiência de Custódia, em que a Justiça decide se ele vai poder aguardar o andamento do processo em liberdade ou não. O caso agora é investigado pela Delegacia de Crimes Ambientais.

“Diversas testemunhas afirmam de que o criminoso esfaqueou o animal”, disse o delegado Leonan Pinheiro, da delegacia de Crimes Ambientais.

Pinheiro explicou que a pena para maus-tratos contra animais é de até cinco anos de prisão.

Por meio de nota à imprensa, o promotor Guilherme Diamantaras, que atua na área de meio ambiente, informou que, “tão logo o flagrante chegue ao Ministério Público, caso estejam presentes os pressupostos previstos em lei, requererá a conversão da prisão do autor do crime em preventiva. E, após a conclusão do inquérito, será ajuizada ação penal por maus-tratos com resultado morte”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.