Diego Freitas da Silva, acusado de aplicar golpes em trabalhadores e no comercio de Sousa. (Foto: reprodução)

Um falso agenciador de trabalhadores está sendo acusado de aplicar um golpe com mais de 600 pessoas. De acordo com informações, o suposto agenciador levou mais de 600 pessoas da cidade de Paulo Afonso na Bahia com promessa de trabalho em obras na cidade de Sousa e região, na Paraíba.

As informações dão conta que homem por nome de Diego Freitas da Silva, de aproximadamente de 32 anos, hospedou vários trabalhadores em pousadas da cidade de Sousa, contratou restaurantes e outros serviços na cidade, sendo que teria sumido sem pagar pelos serviços.

Os trabalhadores procuraram a delegacia de policia civil na manhã desta quarta-feira (18) para denunciar o Diego que teria cobrado cerca de R$ 380,00 de cada pessoa, com promessa de trabalho na região de Sousa. Em contato com alguns dos homens que se encontram pela cidade, um deles informou que são de famílias humildes e pobres e que vieram até Sousa sem saber ao certo qual trabalho seria.

De acordo com informações do advogado sousense, Dr. Ney Formiga, que também foi enganado pelo falso agenciador, ele foi contratado para desenvolver trabalhos jurídicos para a suposta empresa de Diego e que o mesmo teria dito que iria pagar um valor de R$ 10 mil reais adiantado ao advogado.

Achando a coisa muito estranha, o advogado Ney Formiga procurou a delegacia para prestar informações para a investigação do caso. Ainda conforme informações de alguns comerciantes, donos de pousada e restaurantes, o falso agenciador teria prometido chegar à cidade de Sousa na manhã desta quarta-feira por volta de 11h00, fato que não se confirmou.

Diego já tem passagem pela polícia, o mesmo foi preso em 2018 acusado de falso agenciador de trabalhadores e estelionato – de acordo com matéria publicada pelo site (oprogressonet.com). A matéria conta que a acusação contra Diego é de ser um falso agenciador, tendo em vista que estava contratando pessoas para trabalharem em uma barragem na cidade de Mariana, no Estado de Minas Gerais.

Andanças por Sousa
O falso agenciador de trabalhadores esteve em uma bebedeira em Sousa com aliados do prefeito Fábio Tyrone. De acordo com informações, o estelionatário teria prometido vários benefícios a aliados do gestor sertanejo. De acordo com informações do radialista Ademar Nonato da Rádio 104 FM, Diego teria prometido até 3 jogadores de futebol para o presidente do Sousa Esporte Clube, Aldeone Abrantes.

Ainda na última sexta-feira (13), Diego foi visto almoçando no restaurante do Troodon Park Hotel, o mesmo estava acompanhado de uma aliada do prefeito Fábio Tyrone. A assessora do gestor trata-se de Katia Gonçalves, filha do ex-prefeito Sinval Gonçalves. Segundo informações que Katia repassou a imprensa de Sousa, no dia do encontro, a mesma estaria tratando de um aluguel de um terreno pertencente ao seu pai, Sinval Gonçalves, para um alojamento para abrigar trabalhadores. Vale salientar que Katia Gonçalves também foi enganada pelo falso agenciador.

E o prejuízo?
Além de enganar centenas de trabalhadores subtraindo mais de R$ 380,00 de cada homem levado de Paulo Afonso-BA, o falso agenciador teria passado um calote a vários donos de restaurante, pousadas e outros comerciantes da cidade de Souza. Empresários e comerciantes estiveram na delegacia para prestar queixa contra Diego.

Homens nas Ruas
Cerca de 600 trabalhadores se encontram aglomerados em várias partes da cidade de Sousa. Alguns trabalhadores estariam sem almoço, haja vista que os restaurantes já teriam cortado o fornecimento da alimentação dos trabalhadores por falta de pagamento. Muitos dos homens estão pedindo ajuda por toda parte da cidade para voltarem as suas cidades, pois estariam sem dinheiro para o retorno.

Em contato com a Redação do Portal Debate Paraíba, no final da tarde desta quarta-feira (18), um assessor da Secretaria de Comunicação do município informou a nossa reportagem que a prefeitura de Sousa está dando assistência aos trabalhadores que se encontram alojados no CRAS do Bairro Mutirão, com refeições, dormida e água. A prefeitura também se prontificou para retornar os trabalhadores as suas cidades de origem nesta quinta-feira (19).

Após o recolhimento de todos os depoimentos, a Policia Cívil investiga o caso a procura de prender o falso agenciador de trabalhadores. Ainda não foi calculado o montante de prejuízo por vários estabelecimentos da cidade.

Ouça o áudio do Programa FM Alerta (Souza-PB) sobre o caso!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.