Canindé do São Francisco fica no semiárido sergipano, numa das regiões mais exuberantes do Brasil: o Vale do São Francisco. Banhada pelo rio São Francisco – ou apenas Velho Chico – a cidade é conhecida principalmente pela paisagem formada pelos cânions que margeiam o rio.

Ali você pode fazer um passeio de lancha, escuna ou de catamarã pelo Cânion do Xingó, um desfiladeiro navegável de 65 km de extensão. O visual é de deixar qualquer um boquiaberto: os imensos paredões chegam a atingir 190 metros de profundidade. Ao longo do passeio, você é convidado para conhecer a Gruta do Talhado (cujas paredes parecem ter sido talhadas à mão) e mergulhar nas deliciosas águas do Velho Chico. O passeio ainda oferece a contemplação das inúmeras espécies de répteis, aves e insetos do semiárido nordestino.

As rochas do local reservam uma história de mais de 9 mil anos dos habitantes que um dia viveram ali. No Vale dos Mestres, você poderá observar paredões de arenito com pinturas rupestres. Antes da construção da Hidrelétrica do Xingó, foram resgatadas mais de 30 mil peças entre esqueletos, cerâmica e restos de fogueira, hoje expostos no Museu de Arqueologia do Xingó, lugar que também vale a visita.

A 25 km de Canindé está a Gruta do Angico, lugar onde morreram o casal Lampião e Maria Bonita e mais outros nove cangaceiros (camponeses do sertão nordestino que saíam pelas cidades armados, em busca de justiça pelas más condições de vida). Maior ícone do movimento do cangaço, Lampião é retratado nos livros de História ora como herói, ora como bandido.

O contato com o modo de vida dos nordestinos, as belezas ermas e paradisíacas dos cânions, a importância histórica do local e as águas do Velho Chico em Canindé do São Francisco garantem uma viagem por um Brasil surpreendentemente diferente e incrivelmente maravilhoso, fora das tradicionais rotas de turismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.