A população de Delmiro Gouveia ficou chocada na manhã desta terça-feira (23) com a atitude de uma pessoa ainda não identificada que esfaqueou um cachorro vira-lata, na cidade de Delmiro Gouveia.

Conforme apurou o Minuto Sertão, o animal apareceu muito abatido na porta da delegacia regional da cidade com um corte na região peitoral, ferimento tão violento que deixou à mostra alguns de seus órgãos vitais. O cão foi acolhido pelos policiais de plantão que acionaram um médico veterinário para realizar o socorro do animal que foi removido para uma clínica.

Ao analisar a situação do cachorro, o veterinário informou aos populares que o animal vai precisar passar por um processo cirúrgico que custaria cerca de R$ 800, mas o profissional decidiu cobrar apenas R$ 450 para cobrir despesas materiais.

Algumas pessoas acreditam que, mesmo por instinto, o cão foi à delegacia para pedir socorro e por isso passaram a chamar o animal de “Delegado”.

O portal Minuto Sertão em parceria com o programa jornalístico Radar 89, da Rádio Delmiro FM, realizam uma campanha na emissora afim de arrecadar fundos para pagar a cirurgia que pode salvar a vida do animal. Quem se dispor a ajudar pode ligar para o telefone 9922-2758, falar com Ítallo Timóteo.

Alguém que tiver alguma informação que possa ajudar a polícia a prender a pessoa que tentou contra a vida do cachorro, pode ligar para 3641-5368 ou para o Disque Denúncia (181). O nome do denunciante será preservado.

Crimes contra animais é punido pela Lei nº 9.605 de 12 de Fevereiro de 1998 que trata de Crimes Ambientais e em seu artigo 32 diz que praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos é delito punido com detenção de três meses a um ano e multa. A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

Fonte: Minuto Sertão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.