A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Alagoas, apresentou em coletiva, nesta terça-feira (25), os resultados do levantamento dos homicídios praticados contra jovens, com idade entre zero e 24 anos, em todo o Estado, em 2012 e primeiros meses de 2013. Em um ano, cerca de 1.100 assassinatos foram registrados pela pesquisa.

Do total, 948 jovens foram mortos com disparos de arma de fogo. A maioria das vítimas tinha entre 18 e 24 anos quando faleceram. O relatório aponta ainda que 622 casos ocorreram no interior de Alagoas, sendo Arapiraca, o município mais violento, perdendo apenas para a Maceió que lidera o ranking de violência contra jovens.

Foram consultados pelos pesquisadores Relatórios Estatísticos Mensais das Ocorrências de Homicídios no Estado de Alagoas, fornecidos pela Policia Civil do Estado, como também, os Relatórios divulgados pelo CIODS-PM/AL – COPOM 190 e dados Semestrais fornecidos pela Secretaria de Defesa Social do Estado de Alagoas, além dos órgãos de imprensa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.