Douglas Raeli Santos Gois foi preso acusado de matar o próprio filho, um bebê de apenas quatro meses de idade, arremessando-o contra a parede e, na manhã desta sexta-feira, 12, após o café da manhã ele cometeu suicídio, enforcando-se na cela onde estava preso na Delegacia da Polícia Civil em Itabaiana. De acordo com informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública, a equipe da Polícia Civil manteve-o isolado, na cela, devido à repercussão do caso.

Pela manhã, a equipe serviu o café da manhã e teve o cuidado de não fornecer objetos que ele pudesse utilizar para se ferir, já que o acusado teria sinalizado o desejo de suicidar-se. Mas Douglas, mesmo assim, se matou, enforcado, usando ataduras. Conforme informações da equipe da Delegacia de Itabaiana, ao ser localizado em Aquidabã, Douglas tentou fugir pulando muros e feriu as mãos com vidros.

Foto: SSP

A equipe conseguiu dominá-lo e o encaminhou para o Hospital Regional de Itabaiana, onde os técnicos fizeram os curativos, usando ataduras, aquelas mesmas utilizadas pelo acusado para praticar o suicídio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.