“SINOPSE’ Mais uma aventura de João Vicente Cruz Junior ,o motoqueiro carioca ,pelo Nordeste

0
39
                                                                                                  Por: JOÃO VICENTE CRUZ JR.

article_image16858“Ano 1960, quando computador, Internet, celular, GPS, cartões de crédito e
bancário nada disso havia nem se pensava fosse um dia existir.

Piloto (carioca) e garupa (pernambucano) montados numa Norton Dominator
500cc ano 1956 vão à Paraíba-PB e voltam.

Saíram do Rio-RJ através das estradas Rio-Bahia BR-116 e BR-110,  de terra
e consideradas estradas da morte, atravessaram 6 estados do sudeste e
nordeste brasileiro percorrendo mais de 6.000km durante 45 dias.

O pretexto era ver o carnaval no Recife-PE, mas na realidade o que o piloto
queria era no caminho passar por Itabuna-BA para encontrar linda ‘deusa’
que conhecera no Rio de Janeiro. Aconteceu porém que quando lá chegaram
tiveram dela enorme surpresa.

Mais adiante, em Ilhéus-BA, ocorre incrível e inesperado “caso” entre eles
e “quengas” pra lá de fogosas e amorosas; e se tudo isso ainda não
bastasse, surpreendente noite de amor aconteceu em Ibimirim-PE com duas
lindas moças que mudou-lhes o destino fazendo-os ir mais além, até Campina
Grande-PB, onde ocorreu fato hilário e bem inusitado.

Na volta, devido a intenso temporal enfrentaram atoleiros, chuva, frio,
fome, sofreram acidentes e até sem dinheiro ficaram. Mas valendo-se das
suas criatividades superaram tudo isto.

Nessa incrível aventura tiveram ajuda pelo caminho, também ajudaram, e
dentre os vários problemas encontrados, até vida de uma moça conseguiram
salvar graças à motocicleta.

Aventura que foi para eles verdadeira escola de vida e de humanidade.

O livro tem por base a pura realidade narrada de forma suave,  mesclada com
momentos românticos; situações engraçadas também existem em algumas
ocasiões; assim como aventuras e prazeres que só motocicletas podem
proporcionar; inclusive as várias amizades e solidariedades surgidas pelo
caminho.

Mostra, com fidelidade, “garra” e destemor que antigos moto estradeiros
precisavam ter para não sucumbirem naquelas terríveis estradas de
terra desertas, abandonadas e sem qualquer recurso.

É um livro diferente, por isso nunca visto no motociclismo e que tem por
objetivo divertir, orientar e principalmente ilustrar atuais motociclistas
e os amantes desse magnífico esporte.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui