Quadrilha é presa acusada de tráfico de droga

0
16
Foto por: Crédito: Dárcio Monteiro - Gazeta de Alagoas
Foto por: Crédito: Dárcio Monteiro – Gazeta de Alagoas

Considerado pela polícia como um dos grandes traficantes de Alagoas, Edson José Felismino dos Santos, 40 anos, o “Paulista”, costumava receber e distribuir 50 kg de crack mensalmente. O “comércio” vinha gerando R$ 600 mil por mês, dinheiro repassado a seus fornecedores, no estado de São Paulo, de onde ele recebia a droga.

Para mostrar a lucratividade da quadrilha, o coordenador do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), promotor de Justiça Alfredo Gaspar de Mendonça, revelou que, na última terça-feira (18), um dia antes de ser preso, Edson Paulista depositou R$ 150 mil numa conta do baco Itaú.

O criminoso vinha sendo monitorado há algumas semanas, até que, no início da manhã de ontem, a polícia deflagrou a operação para prendê-lo. Sob comando do Gecoc, 20 homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam Edson e três outros integrantes do bando. “Os acusados foram surpreendidos, mas não houve reação”, disse o tenente PM Diego, que comandou a operação de cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão, expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Os primeiros a serem presos, num condomínio de apartamentos no bairro da Serraria, foram Edson Paulista e Fabiano Martins de Souza, o “Motoboy”, de 34 anos. Na sequência da operação, os militares foram ao bairro da Forene, na periferia de Maceió, onde apreenderam cerca de 3,5 kg de crack e um pó, supostamente misturado à essa droga.

O crack foi encontrado na casa de Erika Regina Freitas dos Santos, filha do traficante Paulista. Um cão farejador ajudou a localizar a droga, que estava parte num veículo e parte numa espécie de cisterna construída pelos criminosos dentro do banheiro do imóvel. Erika Regina foi presa junto com o marido, Carlos Alexandre de Araújo Cavalcante, 21.

 

HS 24 horas- De olho na notícia

Fonte: Gazeta de Alagoas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here