Petrolândia-PE : Morador de rua é assassinado com requintes de crueldade

0
470

504José Gilson Gomes da Silva, conhecido por “Gilson Doido”, com 41 anos de idade, doente mental, andarilho e morador de rua, foi assassinado com “requintes de crueldade”, às 00h30mim dessa sexta-feira dia (24/01), na Rua Yolando Gomes de Lima, por trás de um supermercado e próximo a um posto de combustível.

Ele foi encontrado caído no chão, dentro de uma poça de sangue, sem roupas e ao lado do corpo estavam as armas utilizadas no crime (pau e pedra).

A Central de Rádio informada pelo GATI acionou a Guarnição Tática 411 que se deslocou até o local onde a vítima se encontrava e junto com um Agente de Policia Civil, fizeram o levantamento do caso. Enquanto isso os policiais do GATI saíram em diligência com objetivo em capturar os assassinos e, após diversas incursões, dois suspeitos de terem cometido o homicídio foram capturados no loteamento dos “Sem Tetos” Bairro Nova Esperança, em Petrolândia, Sertão de Itaparica, PE.

Como resultado da eficiência e agilidade no trabalho do GATI, este foi um dos flagrante mais rápido registrado pela 4ª CIPM de Petrolândia, uma vez que, entre assassinato e prisão dos assassinos, foram gastos apenas 120 minutos.

Os autores confessos do homicídio foram: Enoque da Silva Bispo, com 18 anos, natural da cidade de Teixeira de Freitas, BA e o menor de 16 anos, R.P.S., ambos residentes no “Sem Tetos”, Bairro Nova Esperança.

Segundo confissão dos dois acusados à Autoridade Policial Civil, eles trouxeram à vitima em uma bicicleta até o local escolhido (por trás do supermercado) para matá-la e o menor usando um paralelepípedo foi quem deu a primeira pedrada na cabeça do andarilho e doente mental, e depois continuaram usando um pedaço de madeira.

Aparentemente conforme fotos, o andarilho teve um braço quebrado, pernas quebradas, arreganhadas e esfoladas, relatos que só poderão ser confirmados após exames no Instituto Médico Legal de Caruaru, para onde o corpo da vitima será levado. Foi apreendida em poder dos elementos, a bicicleta usada para transportar a vítima ate o local do homicídio e roupas com manchas de sangue.

Foi confeccionado um Boletim de Ocorrência e o caso foi repassado a autoridade Policial da Delegacia de Polícia Civil de Petrolândia, onde serão tomadas as providências legais.

Galeria de fotos:

Fonte e fotos: Jair Ferraz/Informações da 4ª CIPM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui