Dupla que matou PM é morta em troca de tiros com a polícia em São Cristóvão

0
9
(Foto: Reprodução/TV Sergipe)
(Foto: Reprodução/TV Sergipe)

Dois homens foram mortos durante uma troca de tiros com policiais do Comando de Operações Especiais (COE), na noite deste domingo (14), no Povoado Cabrita, em São Cristóvão, na Grande Aracaju.De acordo com a Polícia Militar, era por volta das 19h30 quando os policiais realizavam buscas por outros suspeitos de envolvimento na morte de um sargento da reserva da PM, que ocorreu no início da manhã do domingo, em um sítio no Povoado Luiz Alves, em São Cristóvão.

Ao passarem por um determinado ponto, os policiais avistaram os dois homens em uma motocicleta. A equipe deu ordem de parada ao veículo e assim que desceram da viatura para realizar a abordagem, foram surpreendidos pela dupla que efetuou vários disparos. Alguns tiros atingiram a viatura do COE.

Ainda segundo a polícia, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer os suspeitos, mas eles não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Equipes do Departamento de Criminalística e do Instituto Médico Legal também foram acionadas.

Duas armas foram apreendidas com os suspeitos, segundo a polícia, um revólver calibre 38, que foi roubado no ano passado em um correspondente bancário na Rua Santa Catarina, na capital sergipana, e uma pistola .40 de uso restrito da polícia.

Crime em sítio
O sargento da reserva da Polícia Militar Manoel Messias foi assassinado por volta das 5h do domingo (14), durante um assalto a um sítio no Loteamento Cantinho do Céu, localizado entre os Povoados Luiz Alves e Cabrita, na cidade de São Cristóvão (SE). Quatro homens armados e com os rostos cobertos invadiram a propriedade e renderam o militar reformado e mais três pessoas. Outro homem que também estava fazendo a ordenha das vacas conseguiu se esconder e pedir ajuda policial.

De acordo com informações da Radiopatrulha, quando os criminosos encontraram a arma com o policial foram até o carro dele e encontraram algemas. “O PM chegou a dizer que era segurança e que por isso estava com a arma, mas quando eles encontraram as algemas constataram que ele era um policial e resolveram matá-lo. O sargento tentou fugir e correu, mas foi atingido com tiros nas costas”, afirma o tenente da Radiopatrulha, Alexandre Freitas.

Dois suspeitos levaram três reféns na traseira do carro modelo Saveiro do proprietário do sítio e os outros dois comparsas seguiram no carro do policial morto. Quando eles trafegavam pela Rodovia João Bebe Água se depararam com uma barreira policial da Radiopatrulha que contou com o reforço do Grupamento Especial Tático com Motos (Getam) para interceptar os veículos.

“Os criminosos atiraram contra a polícia que revidou e iniciou a perseguição logo que eles saíram dos carros e foram correndo pelo matagal”, relata Freitas. Buscas realizadas na região resultaram na prisão de dois suspeitos. Na casa de um deles a polícia encontrou munições de espingarda calibre 12 e as roupas utilizadas para cobrir os rostos dos assaltantes no momento do crime. Na residência do outro estava a arma calibre 12. Uma terceira casa foi verificada e nela foi encontrada uma escopeta de fabricação caseira, sem calibre definido.

“As vítimas reconheceram e confirmaram que são as mesmas roupas usadas do crime. As munições e as armas também possuem características que condizem com a ocorrência”, afirma o tenente da Radiopatrulha.

O caso foi registrado na Delegacia Plantonista de Aracaju (Deplan) e os suspeitos foram ouvidos pelo delegado Washington Sussumo Okada.

HS24horas.com.br – De olho na notícia

Denise Gomes e Marina FonteneleDo G1 SE

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui