Acusado de matar os pais em Dois Riachos é ameaçado de morte em delegacias

0
140

Desde que foi preso, José Afrânio Terto da Silva, 25, já foi transferido de duas de delegacias, após ter sido ameaçado por outros detentos que consideram inadmissível o fato dele está sendo acusado de  matar os pais, na última terça-feira (28), na zona rural do município de Dois riachos.

José Afrânio foi detido poucas horas após o crime, sendo levado para a delegacia regional de Santana do Ipanema, em seguida, os policiais civis o transferiram para Palmeira dos Índios. Nas duas delegacias ele foi ameaçado pelos outros presos e precisou ser isolado.

A polícia decidiu então fazer mais uma tranferência, desta vez José Afrânio foi levado para distrito policial de Quebrangulo, que está interditado pela justiça e não tinha nenhum preso.

José Afrânio já tinha sido agredido por populares, inclusive pelos próprios familiares, que decidiram fazer justiça com as próprias mãos. Houve até um bloqueio de uma estrada, feito pela população, para impedir a passagem da viatura policial que estava transportando o acusado.

Usuário de drogas e com problemas mentais

A polícia foi informada pelos familiares que já haviam tentado sua internação compulsória junto à Justiça da comarca de Dois Diachos, pois o acusado era usuário de drogas, sofria de esquizofrenia e já tinha ameaçado os pais de morte.

O crime

José Afrânio da Silva foi preso após matar os próprios pais José Terto da Silva e Concília Maria da Silva, ambos de 53 anos, com uma barra de ferro, e enterrar os corpos no quintal da residência. O crime ocorreu na madrugada na última terça-feira (28), no povoado Pai Mané, zona rural do município de Dois Riachos.

A polícia informou ainda o acusado furou os olhos da mãe e depois tentou se livrar dos corpos enterrando em uma cova rasa feita no quintal da residência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui